O Meet Up para o Hack in Sampa, etapa de aquecimento para a competição que buscará encontrar soluções criativas, tecnológicas e inovadoras para melhorar a eficiência do transporte público paulistano, reuniu dezenas de pessoas na noite de ontem (23/5), no auditório do Eureka, incubadora de startups.

Liderado pelo vereador Police Neto, o evento apresentou aos competidores os detalhes da maratona marcada para os dias 8 e 9. “O grande desafio é abrir a caixa-preta. Ali tem muita informação que pode ajudar a melhorar o transporte em São Paulo, principalmente o uso do subsídio recebido pelas empresas de ônibus”, afirmou Police.

O parlamentar também questionou o valor do aporte destinado à manutenção do sistema e afirmou que espera revelar se existe real necessidade do montante. “Um de nossos desejos é desvendar de onde sai a conta de que é preciso R$ 3 bilhões para manter o transporte público sobre rodas”, disse.

O superintendente da ANTP (Agência Nacional de Transportes Públicos), Luiz Carlos Mantovani Néspoli, foi responsável por explicar aos programadores como se dá a lógica do custo das passagens e disse que a competição só tem a contribuir com o transporte público. “Os objetivos do Hack in Sampa convergem com os da ANTP, que são a busca por um transporte com qualidade, prevenção de acidentes, redução da poluição e melhoria da mobilidade urbana”, falou. “Atrair uma nova inteligência com visões diferentes e habilidades importantes para esse desafio só fazem o sistema ganhar com isso”, acrescentou Néspoli.

Expectativa
O programador Fernando Húngaro, que venceu a primeira edição do Hack in Sampa, realizada em 2017, competirá novamente neste ano tem grandes expectativas sobre as soluções que serão apresentadas. “Vamos mexer com algo que impacta na população todos os dias, então creio em uma repercussão ainda maior para esta terceira edição”.

Também vencedor da competição no ano passado, Marcus Paone, que é estudante de jornalismo, é a prova de que há espaço para profissionais de várias áreas no hackaton. “Além dos programadores e designers, tem que ter alguém pra levantar informações, apurar dados e fatos”, afirmou.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar