O Secretário Municipal de Habitação, Fernando Chucre, esteve nesta quarta-feira (16/5) na Câmara Municipal, atendendo a requerimento do vereador Police Neto, para participar de Audiência Pública sobre a Comunidade Água Branca e a Favela do Sapo, na zona oeste, onde uma enchente, em março, deixou mais de uma centena de desabrigados e matou um bebê, levado pela correnteza.

A expectativa das famílias desabrigadas e outras que ainda moram na região de risco, às margens do córrego Água Branca, é a construção de moradias prometida pela Prefeitura na Operação Urbana Água Branca.

Durante a audiência, Fernando Chucre afirmou que as obras começam ainda este ano. Segundo ele, serão 728 unidades habitacionais divididas em dois blocos: um será feito com recurso da Prefeitura e o segundo, com recursos obtidos por meio de uma Parceria Público Privada (PPP). Questionado sobre a situação dos moradores não cadastrados da região, o secretário disse que apenas famílias inscritas até 2009 serão contempladas com unidades habitacionais. Ao final da reunião, Police se reuniu com os moradores que acompanharam o encontro, esclareceu alguns pontos que ainda geravam dúvidas e se comprometeu a solicitar uma nova análise do cadastro feito pela SEHAB, para identificar quem de fato tem o direito à moradia. O vereador também se dispôs a acompanhar o processo de construção das unidades habitacionais para que a entrega seja feita o quanto antes.

Comentários
  • Joanna Leitte
    Responder

    Esperamos que as pessoas que fizeram seus cadastros diretamente pelo site da Prefeitura e que aguardam o chamamento em ate 10 retroativos aos anos mencionados de 2009, e q certamente esperamos a transparência, que essas famílias também sejam contempladas. Parabéns Police Neto por defender a bandeira da moradia.

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar